Foto : Reprodução / Youtube

Acusado de abuso de poder político, Targino diz que foi cassado por ser ‘médico humanitário’ Acusado de abuso de poder econômico e político pelo Ministério Público Eleitoral da Bahia, o deputado estadual Targino Machado (DEM) foi cassado ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Após a decisão da Corte, ele se manifestou no Twitter. Afirmou que vai “nominar os interessados nisto” e disse que foi combatido por ser “médico humanitário por 40 anos”.

“Combati o bom combate contra corruptos, contra traficantes que se tornaram poderosos com a força do dinheiro público e do crime. Hoje o TSE derrubou um político 100% limpo. É a vitoria dos corruptos contra os honestos. É muito triste. Em breve Irei nominar os interessados nisto! Saio de cabeça erguida. Deus me trará força. Combati a corrupção sempre com provas, nunca fui atacado. Felicidade, passei no vestibular: vivi na lama e não me melei. Usaram da força política para me cassar, só por servir o povo como médico humanitário por 40 anos. A vida segue”, afirmou.

O Ministério Público Eleitoral recebeu vídeos da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) que mostravam irregularidades na clínica onde o deputado atendia como médico, entre novembro de 2016 e outubro de 2017. Os atendimentos ainda foram feitos em 2018 (relembre história aquiaqui aqui).

As imagens ainda mostraram que, na sala de atendimento, havia imagens do político, inclusive nos prontuários, e seria exigida apresentação de título de eleitor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui