Funcionários da Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) impediram a entrada de mulheres em presídios com maconha misturada a alimentos. De acordo com informações do G1, na cidade de Tupi Paulista a droga estava misturada com feijoada. Já no caso flagrado em Presidente Prudente, ela foi encontrada com farinha. As informações divulgadas pela SAP nesta quarta-feira (3) relatam ainda que funcionários impediram a entrada de mulheres com bebidas alcoólicas e comprimidos de ecstasy em outras penitenciárias do estado. O material seria entregue a detentos durante visitas nas unidades prisionais e foi apreendido pelos agentes da SAP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui