Evento faz parte do Dia Mundial da Luta Contra Aids

Há sete anos veio o diagnóstico: o ator e youtuber Gabriel Estrela, 25 anos, era portador do vírus HIV. Com a notícia, veio a coragem de enfrentar a doença e, anos mais tarde, a necessidade de falar sobre ela. Na manhã desta quinta-feira (23), o ator esteve em Salvador para trocar experiências com portadores do vírus que são acompanhados nos centros de tratamentos do município.
Durante o encontro, o ator falou sobre sua aceitação e o como o seu trabalho como youtuber tem ajudado outras pessoas que são portadoras da doença. Inclusive, foi através dos vídeos do seu canal Projeto Boa Sorte que o ator foi convidado a fazer parte a série Eu só Quero Amar, do site Gshow, da Rede Globo. Gabriel também foi capa da edição da Revista Galileu do mês de novembro.

“Ser diagnosticado não foi fácil, mas foi a oportunidade que eu tive de tratar o HIV e entender o que ele é e, a partir daí, começar um processo de falar sobre isso abertamente, de ajudar outras pessoas, tudo isso depois do teste. Assusta? Sim, assusta, mas hoje em dia temos condições de conviver com isso muito bem”, relatou Gabriel.

Gabriel Estrela, 25 anos, convive com a doença há sete anos (Foto: Youtube)

Uma das pacientes presentes no encontro era a dona de casa Maria Alice Alves, 36. Assim como o ator, Maria precisou aceitar a doença para depois começar a falar abertamente sobre ela. “Eu já conhecia o trabalho dele e foi assistindo os vídeos que eu começei a iniciar o meu processo de aceitação. É importante que mais pessoas também falem sobre isso”, considera Maria.
O evento fez parte do seminário PosithivaMente, uma ação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) que faz parte do Dia Mundial da Luta Contra AIDS, comemorado no dia 1º de dezembro.
Novos casos
Segundo dados do Ministério da Saúde, de janeiro a setembro deste ano foram notificados mais de 290 casos de Aids em adultos e crianças em Salvador. Apesar do dado alarmante, ações preventivas estão sendo feitas pela Prefeitura, como, por exemplo, a implantação de testes rápidos anti-HIV em mais de 100 postos de saúde da capital.
Pacientes com diagnóstico positivo são encaminhados para tratamento especializado no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Marymar Novais, no Dendezeiros, e o Serviço Municipal de Assistência Especializada (SEMAE), na Liberdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui