Foto: Shealah Craighead/Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou a conta presidencial no Twiter para chamar seguidores para uma plataforma alternativa, mas o post foi excluído. A tentativa aconteceu pouco tempo depois do republicano ter a conta removida permanentemente da rede social.

Conforme um porta-voz do Twitter em entrevista à TV CNN, a tentativa de Trump não está de acordo com as regras da rede. “Como dissemos, usar outra conta para tentar escapar de uma suspensão é contra nossas regras”, disse.

O presidente usou a conta @POTUS, que assim como a @WhiteHouse, é oficial do governo norte-americano. De acordo com o porta-voz, mesmo com as publicações de Trump, os perfis são serão excluídos, no entanto, o uso será limitado.

Nas mensagens publicadas no Twitter, o republicano dizia a seguidores para migrarem para plataformas alternativas, porque ele e os apoiadores não seriam calados.

Banido

A decisão do Twitter de banir o presidente dos Estados Unidos foi tomada após manifestantes pró-Trump, que não aceitam o resultado das eleições que deu a vitória a Joe Biden, invadirem o Capitólio, como é chamado o Congresso norte-americano. Horas após o episódio, o presidente divulgou um vídeo onde voltava a afirmar que o pleito nos EUA havia sido fraudado.

Outras redes sociais, como Facebook e Instagram, também bloquearam as contas de Trump. A decisão seguiria até a transição presidencial, no entanto, Mark Zuckerberg anunciou na quinta (07) que a suspensão continuará até duas semanas após a entrada definitiva de Joe Biden na Casa Branca.