Edifício Sarkis: comerciantes amargam prejuízos após 7 dias de interdição

0








Kleiton Costa
Com risco de desabamento, o edifício Sarkis completou sete dias interditado, no centro de Feira de Santana. Camelôs que atuam no entorno do prédio, na Rua Sales Barbosa, ainda estão provisoriamente na Praça Bernadino Bahia e reclamam de prejuízos.
“O movimento na praça está péssimo. Não estamos vendendo praticamente nada, só 10% do que vendíamos antes”, relatou a comerciante Adriana Carneiro.
Várias lojas vizinhas ao edifício Sarkis também foram interditadas e algumas liberadas para funcionar apenas no último sábado. Nesses estabelecimentos, o movimento de clientes ainda é pequeno. “Passamos quatro dias com a loja fechada e hoje o movimento ainda está parado. O prejuízo muito grande”, disse a vendedora Taís Soares.
O que diz a Prefeitura
A Prefeitura informa que continua monitorando o prédio. Desde quando foi interditado, o imóvel é alvo da atenção dos técnicos, ao ser descoberto um deslocamento da marquise na área lateral em frente ao Mercado de Arte Popular.
Até esta terça-feira (27), deverá ser finalizado o trabalho de sondagem (análise do solo), importante para o diagnóstico do problema que ocasionou a instabilidade do edifício, construído nos anos 1960 e que é alugado para lojas, centro médico, etc.
Ainda não há previsão para apresentação de um relatório final sobre a situação estrutural do prédio. Além da sondagem, uma empresa especializada deverá efetuar ali uma análise das suas fundações

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.