Preso desde maio deste ano no Centro de Observação Penal (COP) do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, o ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT), foi solto na última quarta-feira (14/11).

Acusado de integrar um esquema de desvio de dinheiro e fraude em licitações no município, Machado obteve um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) no último dia 26 de outubro por decisão do ministro Nefi Cordeiro, relator do processo. O pedido de liberdade foi apresentado na Corte pelo advogado criminalista Gamil Foppel.

Machado é investigado na Operação Adsumus por suposta participação no esquema de corrupção que desviou, entre 2011 e 2016, ao menos R$ 24 milhões.

De acordo com o Ministério Público estadual, o ex-prefeito teria se apropriado indevidamente de um montante de R$ 2,7 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui