Foto : Fernando Vivas/GOVBA

O governo destacou os impactos socioeconômicos que serão consequentes do fechamento da empresa, importante geradora de empregos e renda no estado.

O governador Rui Costa, no entanto, já procura novas opções para substituir a empresa na Bahia. Ele entrou em contato com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) para discutir a formação de grupo de trabalho para avaliar possibilidades alternativas ao fechamento.

O governo estadual também entrou em contato com a Embaixada Chinesa para sondar possíveis investidores com interesse em assumir o negócio no estado.