O médium João de Deus foi preso hoje (16), em Abadiânia, no interior de Goiás, após se entregar à polícia do município goiano. Ele é suspeito de praticar abusos sexuais durante tratamentos espirituais. Até o momento, mais de 300 mulheres apresentaram denúncias contra o líder religioso. João de Deus era considerado foragido pela polícia.

Dois dias atrás, após pedido do Ministério Público (MP-GO) e da Polícia Civil de Goiás, a Justiça decretou o mandado de prisão. Até ontem (15), a polícia havia feito buscas em mais de 30 endereços em busca do médium sem sucesso, segundo o delegado-geral de Goiás, André Fernandes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui