Foto : Antônio Cruz/Agência Brasil

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou o acesso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a mensagens de autoridades hackeadas apreendidas pela Operação Spoofing, que inclui procuradores da força-tarefa da Lava Jato, o ex-ministro Sergio Moro e o presidente Jair Bolsonaro.

A decisão, que atende a um pedido feito pelos advogados de Lula, permite acesso às mensagens que digam respeito, direta ou indiretamente, ao ex-presidente, além das investigações e ações penais contra ele.

A Operação Spoofing foi deflagrada em julho de 2019 e buscou desarticular uma organização criminosa de crimes cibernéticos. Segundo Lewandowski, o conteúdo das mensagens deverá permanecer em sigilo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui