Foto : Divulgação/ECB/Felipe Oliveira

O técnico Mano Menezes não é mais o treinador do Bahia. Ele foi desligado do cargo após a derrota por 4 a 3 para o Flamengo, na noite de hoje (20), pelo Brasileirão da Série A. O jogo foi marcado por uma acusação de racismo feita pelo volante flamenguista Gérson contra o meia-atacante Juan Ramírez.

O colombiano teria dito “Cala a boca, negro”, em referência ao atleta rubro-negro. Em entrevista coletiva, Mano se manifestou sobre o tema e afirmou que o clube irá apurar o que aconteceu para decidir o futuro do jogador.

“É um assunto extremamente sério que envolve o mundo e, consequentemente, o Brasil. Não temos um relato ou uma imagem, o fato de Ramírez ter falado para Gérson qualquer coisa desse tipo. Lógico que, quando não temos, ficamos do lado desse jogador. O que pareceu para a gente naquela hora foi que a gente cresceu no jogo, tínhamos feito o 2 a 1, e estava uma tentativa de paralisar o jogo e retirar um jogador nosso para igualar. Mas o Gérson é um jogador sério, merece todo o respeito e o clube vai fazer um acompanhamento e uma investigação do que realmente aconteceu”, disse Mano.

LEIA MAIS: Em jogo com duas viradas, Bahia perde por 4 a 3 para o Flamengo fora de casa

“O Bahia tem um compromisso com isso, ninguém da comissão técnica nossa apoiaria nenhum tipo de situação como essa. Se acontecer de, depois da conversa com o jogador, as coisas serem esclarecidas amanhã ou quando o time se reapresentar, não só o tribunal provavelmente vai fazer uma denúncia mas o Bahia vai tomar suas providências. Não tem sentido nenhum essa atitude, se ela realmente aconteceu”, declarou o treinador.

Pelo comando do Bahia, Mano Menezes comandou a equipe em 21 jogos, conquistando somente sete vitórias, um empate e 13 derrotas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui