Atriz Nicette Bruno
Nicette Bruno morreu na manhã deste domingo (20/12), aos 87 anos, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. A atriz tratava da Covid-19 e o falecimento foi confirmado pelo hospital por volta das 13h20.
“A Casa de Saúde São José informa que a atriz Nicette Bruno, que estava internada no hospital desde 26 de novembro de 2020, faleceu hoje, às 11h40, devido a complicações decorrentes da Covid-19. O hospital se solidariza com a família neste momento”, afirmou a nota da unidade hospitalar.
Neste sábado (20/12), segundo o boletim médico, o estado de saúde de Nicette “era considerado muito grave”. A veterana estava sedada e dependente de ventilação mecânica.
A veterana lutava contra a Covid-19 desde o final do mês passado. No dia 29 de novembro ela foi levada para a Casa de Saúde São José, Zona Sul do Rio de Janeiro, onde permaneceu sedada, fazendo uso de ventilação mecânica e dependendo de hemodiálise.
Ontem, em seu perfil do Instagram, a filha de Nicette, Beth Goulart, voltou a pedir orações pela recuperação de sua mãe. A famosa deixou um recado para os seus admiradores e salientou que “a fé nos fortalece”.
“Vamos orar pela melhora dela, pela cura dela. E, neste momento, aproveite para orar para você também e sua família. Para que você encontre as soluções necessárias para qualquer obstáculo e situação difícil que está vivendo. A fé nos fortalece em qualquer situação”, disse ela, em vídeo.
Carreira
Grande dama do teatro, Nicette Bruno trabalhou em várias emissoras de TV. Seus trabalhos de maior sucesso foram na Tupi e na Globo. Na emissora pioneira, dividiu a cena com toda família em Papai Coração (1976). Foi dona Lola da mais famosa versão de Éramos Seis (1977). E esteve em Como Salvar Meu Casamento (1979), trama interrompida pelo fechamento da estação.
Na Globo, participou de Louco Amor (1983) e Selva de Pedra (1986). Marcou presença também em Rainha da Sucata (1990), Mulheres de Areia (1993), A Próxima Vítima (1995), Alma Gêmea (2005) e A Vida da Gente (2011), entre outras. Suas últimas participações foram em Órfãos da Terra (2019) e Éramos Seis (2019), ao lado de outras duas “Lolas”, Glória Pires e Irene Ravache (da versão do SBT).