Foto: reprodução/TV Aratu

O ex-influenciador Iuri dos Santos Abrão Silva, o Iuri Sheik, afirmou nesta terça-feira (15/9) que, no momento certo, “o povo de Salvador vai saber a verdade” sobre a morte do empresário William Oliveira. A declaração foi dada ao Grupo Aratu.

“Achei que, com a mídia, eu iria ter privilégios lá dentro [da prisão], mas não tive”, falou. “Foi muito sofrimento, mas são coisas que prefiro não relatar para não sofrer represália, mas cadeia, só quem tá lá dentro sabe o que passa”. Iuri negou que houve divergências com os outros presos. “Jamais essa história aí de ‘me pegar lá dentro’ existiu. Eu sempre preguei a paz, amor, harmonia e os jovens da favela sempre se espelharam em mim”.

Sobre a acusação do assassinato, o advogado Victor Valente foi taxativo ao falar que o cliente não confessou. “Essas notícias são derivadas do interrogatório que foi feito sem a presença dos advogados. Ele tinha acabado de ser conduzido, muita gente em cima, como sempre foi e ele nunca confessou porque nunca deu a versão dos fatos dele”, declarou. Sobre a imprensa, Sheik disse que ela o “massacrou”. “Eu sempre fui sonhador, mas o que acabou com isso foi a própria mídia. A mesma que te levanta é a que te derruba e eu fui derrubado por não ouvirem a minha versão”.

Perguntado se ele conhecia William, Sheik afirmou, usando o nome de Deus, que não. “Diante de Deus eu não o conhecia, mas acredito que ele me conhecia porque eu era uma pessoa popular e na época tinha mais de 200 mil seguidores [no Instagram]”. “Nunca houve problema com ninguém, sou uma pessoa de Deus e quando é de Deus, evitamos problema”, completou.

VIÚVA DIZ TER PROVAS CONTRA SHEIK

A viúva do empresário William Oliveira, Bianca Feitosa, também conversou com a TV Aratu e pediu Justiça, após acompanhar um trecho da entrevista de Sheik. “Hoje ele tá aí curtindo, vai comemorar a liberdade com a família, e eu? E William que tá morto? O que vou dizer a minha filha quando ela perguntar pelo pai dela?”, questionou. Desempregada, a viúva afirmou que Iuri “acabou com a vida dela”. “Ela [a filha] sente muita falta do pai. Apís a morte de William, ela ficou muito apegada a mim, achando que vou sumir como o pai dela sumiu”. “Esse homem acabou com o futuro de minha filha”.

Bianca Feitosa tem convicção que foi Iuri Sheik quem matou o seu marido. “Tem mais de oito testemunhas de que ele matou meu marido em público. Como ele vai para a TV dizendo que não matou? Ele matou sim! Deu dois tiros! Deu um e quando William caiu, ele deu outro! Como ele diz que não matou?”, falou, indignada. Questionda se William já tinha comentado sobre Iuri com ela, a viúva afirmou que “nunca soube nada” e que “não o conhecia.”

O advogado da viúva, Gabriel Bonfim, afirmou ter “um conjunto de provas suficientes” que comprovam a autoria de Sheik na morte do empresário. “Estamos convictos e aguardando que o resultado saia pela condenação através do júri”, informou. Bianca Feitosa ainda fez um apelo. “Quero Justiça por mim e pela minha família que ele destruiu. Quero que ele apodreça na cadeia e pague o que ele fez”, concluiu.

William Oliveira foi baleado no dia 23 de junho de 2019 durante uma festa em Santo Antônio de Jesus, a 190 km de Salvador. Três dias depois, Iuri se entregou na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui