A polícia cumpriu, ontem (26), uma ordem judicial em desfavor de Carlos Alberto Martins, vulgo “Paciência”, tido com um dos assassinos do assessor jurídico Júlio Zacarias, morto em janeiro deste ano. Ele foi preso em Pernambuco após investigações das polícias Federal e Civil.
Sequestrado em 2018 e assassinado em 2019 na zona rual de Santo Amaro, Zacarias era residente em Feira de Santana. O caso ganhou repercursão local depois que parentes da vítima denunciaram o seu desaparecimento. O advogado foi ex-assessor do vereador Gilmar Amorim.
A mandante do crime e ex-mulher de Júlio Zacarias, Gláucia Mara Ottan Machado, formada em Direito, está reclusa no presídio de Feira de Santana, junto com mais dois acusados de participação no caso, entre eles a empregada doméstica do casal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui