Horas depois da confirmação da morte da avó de Michelle Bolsonaro, que estava internada com Covid-19, um familiar usou as redes sociais nesta quarta-feira (13) para alegar que a primeira-dama tinha sido ingrata com a família e sobretudo com a avó, que estava em um hospital público do Distrito Federal.

O youtuber brasiliense Eduardo D’Castro, primo de Michelle, gravou uma série de vídeos no Stories de seu Instagram, afirmando que revelaria episódios da vida privada da primeira-dama. Ele também publicou um print de uma conversa em que supostamente a prima o chama de “cretino”.

Em nota, Michelle disse que lamenta que parentes “tratem certos momentos tão pessoais com oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos”. Na suposta conversa com o primo, Michelle ameaça de processá-lo:

“Vou te processar por essa postagem. Acho melhor você rever sua postura em relação a essa postagem. Deixa de ser cretino. Você não é o rico da internet? Cuidado com suas postagens seu moleque. Você nem gostava da ‘vó’. Seu falso, seu merda, cuidado!”, escreveu.

“Sim, sou primo da criatura, a pessoa mais ingrata que conheci na vida. E, depois da minha publicação como uma forma de desabafo, pela primeira vez ela me respondeu aqui no Instagram. Consegui chamar a atenção da criatura. Mas ela me disse que vai me processar, me xingou, desceu o nível que nem parece uma primeira-dama, mas a gente releva essa parte”, disse Eduardo.

“Tenho muitas coisas para falar, muitas coisas que a gente guardou por anos, pra defender o nome dela e a posição dela (…) Não tenho medo e não vou descer ao nível dela, porque se ela não tem educação, os meus pais me ensinaram muito bem. ocês vão conhecer mais da minha priminha!”, completou o youtuber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui