A Empresa Salvador Turismo (Saltur) divulgou nota nesta quarta-feira (25) criticando a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) por ameaçar cobrar uma taxa de segurança pelo desfile de Ivete Sangalo em um trio elétrico na Barra, marcado para este domingo (29) (veja mais). No texto, a Saltur destacou que o evento é público e foi informado à SSP-BA em tempo hábil. “Enviamos comunicado oficial a PM sobre a ação no devido tempo e dialogamos com oficiais envolvidos na operação porque respeitamos integralmente as polícias, com contatos periódicos dentro do comando em diferentes esferas, sempre com um excelente relacionamento, e firmando uma parceria essencial para a realização de todo calendário de eventos”, disse o presidente da Saltur, Isaac Edington. A SSP-BA argumentou que cobraria a taxa de segurança da Schin, patrocinadora do evento pela falta de comunicação prévia e o fato do evento ser particular. A festa gratuita, marcada para a tarde deste domingo, faz parte das atividades que comemoram os 469 anos de Salvador. Ao Bahia Notícias, o secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, declarou mais cedo que a comunicação do evento com o trio elétrico na Barra foi feita em “tempo suficiente” (veja mais). A nota divulgada pela Saltur também assegura que a “Prefeitura apoia totalmente e realiza isenções de diversas taxas municipais durante ações, eventos e instalações provisórias realizadas por órgãos ou entidades gerenciadas pelo Governo do Estado”.