Uma operação da Polícia Federal (PF), deflagrada hoje (17), resultou logo no início da manhã, em Feira de Santana, na prisão preventiva de um funcionário público do município acusado de pedofilia, no momento em que o mesmo chegava em seu local de trabalho. Ele já havia sido preso em julho de 2017, em uma operação mundial de combate à pedofilia, mas foi liberado sob fiança.

Nesta segunda-feira, a PF cumpriu o mandato de prisão em seu desfavor apresentando veracidade nas evidências colhidas durante a investigação, apontando que o funcionário público teria praticado o crime.

A ação que teve inicio no ano passado, tem como foco o combate à pornografia infantil e a exploração sexual contra crianças e adolescentes.

O acusado (que não teve o nome divulgado) responderá pelo porte de fotos e vídeos com conteúdos relacionados a crimes de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Réu confesso, o servidor declarou que não considerava que a pornografia infantil no ambiente virtual fosse prejudicar a sua integridade moral. “Eu achava que só vê não iria me trazer prejuízo”

A defesa resguardou o direto de manter em sigilo o nome o réu para preservar a sua imagem, que já se encontra no Conjunto Penal de Feira de Santana (CPFS).

Com informações do repórter Messias Teles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui