O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria e rejeitou a possibilidade de o deputado federal Rodrigo Maia e o senador Davi Alcolumbre, ambos do DEM, disputarem a reeleição para a presidência da Câmara e do Senado, respectivamente.
Os votos (todos contrários) dos ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e do presidente da Corte, Luiz Fux, foram registrados na noite deste domingo (6/12).
Dos 11 ministros, 6 votaram contra a reeleição dos atuais presidentes das Casas Legislativas, enquanto que 5 foram favoráveis. Nunes Marques concordou apenas com a reeleição de Alcolumbre, ou seja, no caso da reeleição de Maia, o placar foi de 7 a 4 contra.
A reeleição para condução da Câmara e do Senado na mesma legislatura (quatro anos) é proibida pela Constituição Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui